Notícias

07 de outubro de 2019

Direção do Sindsaúde RN critica reajustes salariais descriminatórios




Saúde realiza paralisações todas as sextas-feiras até que o Governo apresente um calendário de pagamento 

Os servidores da saúde tomaram conhecimento durante o ato realizado nesta sexta-feira (27), em Mossoró, que o Governo de Fátima Bezerra (PT/PCdoB) mais uma vez está priorizando e concedendo benefícios a algumas categorias em detrimento de outras.

Desta vez, de acordo com matéria publicada na Tribuna do Norte, o Governo do Estado encaminhou para a Assembleia Legislativa um Projeto de Lei que tem como objetivo conceder reajuste salarial de 23% aos policiais e bombeiros militares do RN. Enquanto isso, a categoria da saúde amarga mais de nove anos sem reajuste salarial. É absurdo! Além disso, trabalhando diariamente com falta de insumos, sobrecarga de trabalho e em ambientes insalubres.

O Governo de Fátima Bezerra segue aplicando as mesmas práticas ajuste fiscal, de sucateamento dos serviços públicos, do SUS e de descaso com os servidores que os governos anteriores de Rosalba e Robinson Faria. Fátima Bezerra, respeite os servidores públicos! Pague os nossos atrasados e conceda reajuste igualitário para as categorias.

A saúde segue realizando paralisações todas as sextas-feiras até que um calendário de pagamento seja apresentado! #SaúdeEmLuta

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 9271

  •