Notícias

26 de abril de 2019

Campanha contra a reforma da Previdência é lançada nesta sexta-feira (26)




Abaixo assinado será enviado para a Câmara dos Deputados

O lançamento da campanha de abaixo assinado contra a Reforma da Previdência aconteceu nesta sexta-feira (26), no calçadão da rua João Pessoa. A ação contou com o apoio da direção do Sindsaúde RN e de servidores que tiraram as dúvidas da população sobre os impactos da reforma e recolheram assinaturas.

A atividade faz parte de uma ação unificada de todas as unidades e centrais sindicais do Brasil, com o objetivo somar forças para impedir a aprovação da reforma do governo de Jair Bolsonaro (PSL). As assinaturas recolhidas serão enviadas para a Câmara dos Deputados contra a PEC 06/2019 que modifica o sistema de previdência social.

Entenda mais:

Com a reforma, a situação dos servidores e servidoras da saúde tende a piorar cada vez mais. Caso aprovada, o trabalhador deverá ter que contribuir por 40 anos para ter direito a aposentadoria integral. Nas novas regras, será preciso possuir a idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens, com um tempo mínimo de contribuição de 20 anos.

Quem quiser se aposentar com esse tempo mínimo de contribuição receberá 60% do benefício, que será calculado pela média de todos os salários de contribuição. Um absurdo sem precedentes. Por isso, é necessário que os trabalhadores continuem firmes na luta para freiar os retrocessos gerados por esse governo.

No Rio Grande do Norte, os deputados que falam declaradamente a favor da reforma são: Fábio Faria (PSD) e General Girão (PSL). Eles estão contra os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. E os deputados que ainda estão com a decisão indefinida, ou seja, não declaram os seus votos publicamente são: Benes Leocádio (PRB), Beto Rosado (PP), João Maia (PR) e Walter Alves (MDB).

 

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 9185

  •