Notícias

20 de maro de 2019

Saúde realizará atividades no dia nacional de luta contra a reforma da Previdência




Servidores em greve têm encontro marcado às 9h da manhã em frente ao Walfredo Gurgel, nesta sexta-feira 22

O dia 22 de março será marcado nacionalmente como um dia de lutas, protestos e paralisações contra a Reforma da Previdência. As mobilizações vão ocorrer em todos os estados do Brasil, inclusive no Rio Grande do Norte, que vai contar com a colaboração dos servidores da saúde que estão em greve para desenvolver uma série de atividades.

A programação começa às 9h da manhã, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel, e têm como objetivo realizar um debate sobre a reforma da Previdência com os servidores da categoria. Ainda pela manhã, os servidores da saúde do município de Natal vão participar de uma Assembleia que além de tratar sobre as pautas específicas da saúde, também discutirá a respeito da reforma da previdência.  À tarde, os servidores se reúnem com as demais centrais e movimentos para um Ato Unificado ás 14h em frente ao INSS, localizado na Rua Apodi, Cidade Alta.

O Sindsaúde, assim como outros sindicatos do Brasil, conhece de perto as dificuldades que os trabalhadores passam diariamente para desenvolver da melhor forma a função que exerce, mesmo em meio às péssimas condições de trabalho, atraso de salários e cortes de direitos. Com a reforma a situação tende a piorar cada vez mais, já que serão necessários 40 anos de contribuição para que o trabalhador tenha direito a aposentadoria integral. “Não existe rombo na previdência, não podemos aceitar essa reforma previdenciária de Bolsonaro, ela consegue ser pior que o texto da Reforma da Previdência de Temer que foi derrotada em 2018 graças a resistência e luta dos trabalhadores”, afirma Breno Abbot, Diretor do Sindsaúde-RN.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 6449

  •