Notícias

28 de janeiro de 2019

Os capitalistas de Davos: são eles os que nos roubam; os ricos estão ficando mais ricos!


Teve início nessa terça-feira (22) o Fórum Econômico Mundial de Davos. O evento que segue até o dia 25 (sexta-feira) discute as questões econômicas mundiais mais urgentes do momento.

O presidente Jair Bolsonaro realizou seu primeiro discurso em atividade internacional na abertura do encontro, utilizando 6 minutos dos 45 que são permitidos aos convidados.

Um dos destaques em sua fala diz respeito aos planos de realizar negócios com o mundo. Sem entrar em detalhes mais polêmicos e que têm pautado a imprensa brasileira e internacional, falou brevemente sobre o meio ambiente e sustentabilidade.

Não à toa o presidente preferiu dar destaque à disposição de seu governo em negociar com o mundo as riquezas nacionais. O encontro em Davos reúne os principais líderes empresariais e políticos do mundo e é local para se firmar as posições políticas conforme a ordem do capitalismo.

Essa análise é colocada em nota publicada pela Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas. Em nota, a organização, que reúne diversas entidades sindicais e populares do mundo inteiro, expõe dados de pesquisa realizada pela Oxfam sobre a desigualdade social e a pobreza consequentes da concentração de dinheiro nas mãos de poucos bilionários capitalistas.

O que ocorre em Davos, nesse fórum global, é um acerto entre os ricos para que fiquemos cada vez mais pobres.

A CSP-Conlutas faz parte da Rede Sindical Internacional e apoia seu posicionamento político nesse momento em que resistimos aos ataques e à retirada de direitos de trabalhadoras e trabalhadores no mundo. Nossa luta é internacional!

 

Confira a nota abaixo:

São eles os que nos roubam: os ricos estão ficando mais ricos!

As desigualdades estão crescendo. Um relatório recente da Oxfam [organização que ameniza impactos de guerras, pobreza e desastres naturais aos povos] nos lembra: em 2018, 26 bilionários concentraram tanto dinheiro quanto metade da população mundial!

O homem mais rico do mundo e dono da Amazon, Jeff Bezos, possui 122 bilhões de dólares. Conforme a Oxfam corretamente aponta, “o orçamento para a saúde na Etiópia é equivalente a 1% da fortuna de Bezos”.

A riqueza dos bilionários do mundo aumentou em 900 milhões de dólares no ano passado, o que significa um aumento de 2.500 milhões por dia. Enquanto a quantidade de dinheiro que tem a metade mais pobre da população mundial caiu 11%.

E são essas pessoas e uma parte de seus serviçais que estão atualmente se reunindo no Fórum de Davos.

Esses números são apenas um exemplo da situação. A realidade é que hoje há milhões de pessoas morrendo de fome, vivendo o horror de guerras, no exílio, sob exploração, sofrendo com o ódio.

E nós também sofremos humilhações diárias no trabalho, demissões em massa, racismo, machismo. Essa é a ordem do capitalismo!

As organizações da Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas reafirmam a importância de um sindicalismo internacionalista.

Vamos nos unir e fortalecer essa rede com todas e todos que querem se organizar para avançar por aqueles que produzem riqueza e estabelecer assim as bases de uma sociedade cujo objetivo é a satisfação das necessidades de todas e todos.

 

 



 

Autor: CSP-Conlutas

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 4369

  •