Notícias

06 de novembro de 2018

Mais informações sobre a ação judicial da gratificação Suds




Sindsaúde vai novamente ao escritório solicitar reunião com o advogado

O Sindsaúde foi na manhã desta terça-feira ao escritório do advogado Airton Morais da Costa, responsável pelas ações da gratificação Suds, para marcar uma reunião, pois, segundo informações do escritório, ele chegaria de viagem em 2 de novembro.A secretária que nos recebeu informou que o advogado ainda está viajando e não tem previsão de retorno.

Pedimos para a secretária conversar com Airton para que ele libere os arquivos das ações para fazermos um levantamento, com o acompanhamento de um funcionário de nosso departamento jurídico. Esperamos esse retorno até quarta-feira, 7 de novembro.

Caso não tenhamos esse retorno, até o final desta semana, daremos o endereço do escritório aos servidores, para pressionar a liberação dos arquivos.

Entenda o processo da ação Suds

Em 1992, um ano após a fundação do Sindsaúde, o sindicato entrou com uma ação contra o Estado, pedindo a incorporação da gratificação SUDS. Quem é servidor da saúde desde aquela época lembra que o SUDS era o Sistema Único e Descentralizado de Saúde que antecedeu o SUS – Sistema único de Saúde. A gratificação era uma medida para equiparar os salários dos servidores a nível municipal, estadual e federal.

Essa gratificação, que foi criada por volta de 1987 como forma de isonomia salarial, foi retirada no governo de José Agripino 1991/1994 (PDS). Na época, o governador não fez uma Lei determinando a retirada da gratificação, com isso, deu brecha jurídica para que o Sindsaúde entrasse com uma ação pedindo a incorporação da mesma.


 

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 2999

  •