Notícias

20 de setembro de 2018

A poucos dias da eleição, governo exonera Secretário Estadual de Saúde




Pedro Cavalcanti foi o quarto secretário de saúde que passou pelo mandato de Robinson

A poucos dias da eleição, o governador Robinson Faria (PSD), exonera Pedro Cavalcanti do cargo de Secretário Estadual de Saúde. Pedro Cavalcante foi nomeado em maio deste ano, assumindo a pasta apenas por quatro meses. Esse foi o quarto secretário de saúde que passou pelo mandato de Robinson. Segundo informações, o pedido de exoneração partiu do ex- secretário em meio à crise pela falta de recursos financeiros.

A publicação foi feita no Diário oficial do RN nesta quinta-feira (20), mas não foi divulgado o nome do quinto secretário que irá substitui-lo. Antes de Pedro Cavalcanti, ocuparam a pasta George Antunes, Eulália Albuquerque e Ricardo Lagreca.

Pedro Cavalcanti, foi secretário de Saúde por dois anos (97, 98) no governo de Garibaldi Filho e é dono da Clínica Pedro Cavalcanti, que presta serviços em sete unidades no estado do Rio Grande do Norte. Cinco em Natal, uma em Caicó e outra em Mossoró.

Nós do Sindsaúde, publicamos uma nota em maio, repudiando a indicação do nome do secretário por ser uma possível indicação política do governo, e que não condizia com as necessidades e os princípios básicos do Sistema Único de Saúde (SUS), ferindo o direito a saúde pública de qualidade. "Essa indicação é mais uma prova de que o governo Robinson não está preocupado em resolver o caos instalado na saúde do RN, mas sim, preocupado com os interesses políticos-partidários"

Entra secretário e sai secretário e os problemas na saúde pública do RN continuam os mesmos. A saúde se encontra em estado de calamidade desde junho do ano passado e permanecerá assim, pelo menos, até o final de 2018. Em agosto, Robinson renovou o decreto pela segunda vez consecutiva.

Mais uma vez, o Sindsaúde afirma a necessidade de ter eleição direta para gestores e secretários, pois só dessa forma, é possível garantir uma ampla democracia e a representatividade discutida em conjunto com os servidores da saúde.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 1608

  •