Notícias

07 de agosto de 2018

População sofre com falta de medicamento na Unicat, 25 remédios estão com estoque zerado




A Unicat atende 30 mil usuários por mês mas está com estoque zerado para 25 remédios

Atualmente, o estoque de 25 medicamentos da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) está zerado. Faltam remédios para tratamento de eplepsia, dores crônicas e esclerose sistêmica, por exemplo.

Confira a lista dos medicamentos em falta na unidade:

 Acitretina (10 e 25mg)
 Alfaepoetina
 Ambrisentana
 Calcitonina
 Clozapina (25mg)
 Codeína (30mg)
 Deferasirox (250 e 500mg)
 Desferroxamina
 Entacapona (200mg)
 Fenofibrato (250mg)
 Gabapentina (300 e 400mg)
 Hidroxicloroquina
 Isotretinoina (20mg)
 Lamotrigina (100mg)
 Morfina (10 e 30mg)
 Pancreatina (10 e 25mg)
 Penicilamina (250mg)
 Piridostigmina
 Risedronato de sódio (35mg)
 Riluzol (50mg)
 Sacarato hidróxido de sódio (35mg)
 Sildenafila (20mg)
 Topiramato (50 e 100mg)
 Vigabatrina (500mg)

Em todo Rio Grande do Norte, cerca de 30 mil pessoas são atendidas pela unidade todos os meses. A Unicat é responsável pela entrega de medicamentos de alto custo a pacientes e pela distribuição aos hospitais estaduais, como o Walfredo Gurgel. Com a falta de prioridade do governo para a saúde pública, as unidades tem enfrentado uma crise de abastecimento de remédios e insumos.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 1227

  •