Notícias

04 de maio de 2018

Fechamento da Maternidade de Felipe Camarão para reformas preocupa população




Maternidade estará fechada a partir deste sábado (05)

Os moradores do bairro de Felipe Camarão não poderão utilizar os serviços da Maternidade do bairro pelos próximos seis meses devido a uma reforma na estrutura do prédio. Durante o período, os funcionários serão transferidos para as maternidades Dr. Araken Irerê Pinto e Leide Morais.

A preocupação do Sindsaúde-RN e da população é de que a unidade, que faz cerca de 50 partos por mês, seja fechada permanentemente, assim como ocorreu com a Maternidade das Quintas e Pronto-Socorro de Felipe Camarão, que fecharam as portas após pararem os atendimentos para reformas estruturais.

Outro cenário preocupante é a transferência dos recepcionistas. Os profissionais sequer sabem para onde irão.

O Sindsaúde-RN participou de um encontro que reuniu a Gerência do Distrito Sanitário Oeste, Direção da UMFC, Conselho Comunitário, Associação de Moradores de Felipe Camarão, além de outras entidades do bairro e se posicionou contra a intervenção de seis meses, alertando para o risco de fechamento permanente.

Por outro lado, a gerente do Distrito Sanitário Oeste, Francinete Medeiros, garantiu a o funcionamento da UMFC após a reforma.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 7767

  •