Notícias

11 de janeiro de 2018

Servidores impedem votação do pacote de ajuste fiscal do governo Robinson (PSD)




Medidas seriam apreciadas nesta quinta (11) em caráter de urgência pelos deputados, mas pressão inviabilizou aprovação do pacote de maldades

Insatisfeitos com o pacote de ajuste fiscal do governo Robinson Faria (PSD), enviado à Assembleia Legislativa em caráter de urgência, servidores estaduais do Rio Grande do Norte, amanheceram o dia desta quinta-feira (11), em frente à Assembleia Legislativa para impedir que os deputados votassem as medidas. Porém, a “Casa do Povo” estava cercada com grades de ferro de ponta a ponta.

A manifestação que iniciou por volta das 8h da manhã, impediu a entrada de vários deputados que tentaram entrar para votar. Cerca de 500 trabalhadores (as) de diversas categorias, entre elas: saúde, educação, bancários, entre outras, estiveram presentes para dizer "NÃO" ao pacote de maldades do governo Robinson.

As grades de ferro não foram capazes de recuar a luta dos servidores e sem medo de qualquer repressão que pudesse acontecer, os trabalhadores e trabalhadoras derrubaram as grades, ocupando a entrada principal da AL. Não demorou muito para que as demais grades das laterais fossem a baixo e a Assembleia fosse totalmente cercada, mas dessa vez por trabalhadores (as).

As medias seriam apreciadas nesta quinta (11) em caráter de urgência pelos deputados, mas pressão dos manifestantes inviabilizou aprovação do ajuste fiscal de Robinson, que prevê o corte de investimento nos serviços públicos, com demissões em massa, o aumento da alíquota da Previdência de 11% para 14%, a retirada do qüinqüênio, o congelamentos dos salários, privatiza empresas públicas, entre outras medidas.

Entidades sindicais estão convocando uma Greve Geral no RN para a próxima terca-feira (16), dia em que será iniciada a discussão do pacote de ajuste fiscal na Assembleia. Trabalhadores e trabalhadoras irão paralisar suas atividades contra o atraso de salários e o pacote de ajuste fiscal do governo Robinson.

O Sindsaúde faz um chamado para que todos os servidores da saúde fortaleçam essa luta contra os ataques do governo Robinson. Todos (as) à Assembleia Legislativa na próxima terça (16).

 

 

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 1224

  •