Notícias

20 de dezembro de 2017

Sem salários, servidores da saúde venderam balas no semáforo e pediram contribuições aos motoristas




Trabalhadores (as) receberam muita solidariedade de quem trafegava pelos sinais dos dois sentidos da avenida Salgado Filho

Na manhã desta quarta-feira (20), servidores da saúde do estado do RN, que estão em greve desde o dia 13 de novembro, realizaram um ato público em frente ao hospital Walfredo Gurgel. Com os salários atrasados, os servidores foram às ruas chamar a atenção da população para o descaso do governo Robinson Faria (PSD). Usando faixas e cartazes, eles denunciaram a situação e também aproveitavam o sinal fechado para vender balas e pedir doações aos motoristas.

Os trabalhadores receberam muita solidariedade de quem trafegava pelos sinais dos dois sentidos da avenida Salgado Filho. Os servidores estaduais da saúde seguem em greve contra o atraso nos salários e em defesa da própria dignidade, tão atacada pelo governador Robinson Faria.

A situação do atraso de salários está se aprofundando cada vez mais. Desde segunda-feira (18), muitos servidores não estão indo trabalhar por falta de dinheiro para pagar o transporte. Somente nesta quarta-feira (20), o governador anunciou o pagamento dos salários de novembro dos servidores que ganham até R$ 2 mil. Segundo o governador, o pagamento será efetuado nesta quinta-feira (21).

Nesta quinta (21), a categoria da saúde realizará uma assembleia, às 9h, no auditório dos Bancários, para discutir os próximos passos das lutas.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 4260

  •