Notícias

23 de outubro de 2017

Servidores estaduais realizarão ato contra atrasos de salários e pacote fiscal do governo do RN, nesta terça (24)




Ato unificado acontecerá a partir das 10h, em frente à Governadoria, no Centro Administrativo

O Fórum dos Servidores Estaduais do RN está convocando para esta terça-feira (24), um ato unificado contra os recorrentes atrasos de salários dos servidores e o sucateamento dos serviços públicos. O ato acontecerá a partir das 10h, em frente à Governadoria, no Centro Administrativo.

Para piorar ainda mais a vida do funcionalismo público, o governo estadual, na figura do vice governador Fábio Dantas (PCdoB), encaminhou uma mensagem com um pacote fiscal e econômico que pretende atacar diretamente os direitos dos trabalhadores. Essas medidas são mais um ataque do governo aos nossos direitos e conquistas históricas. Os governos empurram de goela abaixo a conta da crise que eles criaram e agora, justificam que esses ajustes é para cobrir o déficit financeiro.

As medidas do Governo do Estado sinalizam para o fim do serviço público: elas acabam com a progressão funcional das carreiras, congelam indefinidamente os salários, aumentam a contribuição previdenciária e liquidam todas as conquistas históricas dos servidores públicos estaduais do Rio Grande do Norte.

Uma das mensagens enviada à Assembleia Legislativa prevê a extinção de todos os planos de cargos e salários de todas as categorias de servidores civis, e militares, da administração direta e indireta, inclusive o de empresa estatal.

 Veja o que diz o artigo 1º.:

“Art. 1º. A partir de 1º de janeiro de 2018, todos os titulares de cargos públicos de provimento efetivo, civis e militares, no âmbito da administração direta, autárquica e fundacional, inclusive de empresa estatal dependente, do Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Norte, passam a ser remunerados exclusivamente por subsídio, fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.”

Ainda por cima, enquanto seu vice enviava esse pacote de maldades, o governador Robinson Faria (PSD) e sua comitiva, gastava mais de 100 mil em diárias, pagas com dinheiro público, na cerimônia de canonização dos trinta mártires de Cunhaú e Uruaçu no Vaticano. Isso demonstra que o governo não está nem aí para os servidores que recebem salários atrasados e que estão endividados até o pescoço.

Para o coordenador-geral do Sinsaúde-RN, isso é mais um motivo para se revoltar contra o governo e se somar ao Dia Estadual de Luta e Paralisação nesta terça (24). 

"Não podemos mais aguentar o atraso de salários. O governo vem prejudicando os trabalhadores. A nossa vida familiar, o nosso dia a dia vem sendo gradativamente destrído por esse governador que não tem o mínimo de respeito e dignidade pelos servidores e pelo serviço público. Além disso, um ataque brutal aos nossos direitos com as mensagens que foram encaminhadas à Assembleia Legislativa, que congelam nossos salários, que retiram direitos históricos como Quinquênio e outras gratificações. Não podemos aceitar e nem podemos ficar calados. Dia 24 é dia de luta", disse Manoel Egídio.

 

Autor: Comunicação Sindsaúde

Boletim Eletrônico

  • Digite o código: 1245

  •